Palavras



Porque nas cordas dou o impulso.
Tudo se movimenta, rápido ou lento.
O vai e vem,
Choro e riso,
Passado e futuro se misturam...

Em altos e baixos,
Falo, escrevo,
Jogo tudo para o alto, solto no ar.

Que o vento leve todas as palavras,
Que as boas fiquem para sempre,
As ruins,
Que a chuva apague seus rastros...

Andrea*

5 comentários:

Xana disse...

Andrea, não achas que estás a pedir muito querida?
muito bonito o teu poema :)
beijinhos e uma otima semana cheia de lindas palavras

Saara Senna disse...

Olá Andrea!

Belo poema!
Realmente não vale a pena guardarmos o que não nos fez bem. Que o vento e a chuva levem tudo de ruim... que permaneçam só os bons momentos e as melhores lembranças.

Beijo grande :)

Elcio Tuiribepi disse...

No tempo reverso do verso
No modo inverso do espaço
Colhendo sem pressa
Palavras ao vento
Finalzinho de um poema...ao te ler, lembrei deste...Belo poema...
ue as boas resistam dentro da gene, sempre...boa semana para você, um abraço na alma

Márcia(clarinha) disse...

Por mais que se peça jamais as palavras idas serão apagadas :(

linda semana flor querida
beijos

Dois Rios disse...

Bom seria se assim fosse, não é Andrea?

Lindos versos!

Beijos,
Inês