Canção do dia de sempre

Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...

Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...

E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...

E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.

Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!

E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...

Mario Quintana

6 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Quintana é danado, sabe bem o que diz...

Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!

Esta parte mostra o verdadeiro ciclo da vida...a constante mudança que ocorre, sem que a gente as vezes perceba...bom fim de semana...um abraço na alma...

Beatriz Vieira disse...

Olá Andrea

Obrigada pela visita.. Também já linkei seu blog.Melhor ter poucos, mas bons seguidores.
abraços
Bea

Elcio Tuiribepi disse...

É verdade Andrea, já sinto saudade antes mesmo de terminar...rsrs... até penso em continuar fazendo um outro curso ou uma pós...A gente pega o gosto aí já viu né...
Bom domingo Andrea...bjo

Eduardo Miguel disse...

Nada de ficar só quando nos temos... hámuitos com muitos ao lado e ainda assim caminham tão só!
Veja nada digo que já não soubesem porém digo que é preciso se dizer isto o tempo todo para que nos convençamos que é do veneno que extraímos a cura e antídoto para o próprio mal que em sí é a cura do que na verdade descobrimos não existe.
Andrea Andrea Andrea, beijos.

adormecido em imagens disse...

Não poríamos a mão no fogo pelas nossas opiniões: não temos assim tanta certeza delas. Mas talvez nos deixemos queimar para podermos ter e mudar as nossas opiniões."

[ rod ] disse...

Quintana mágico e você perfeita moça... bom ver que és de Sto André.. pertinho de casa.

Bjs,







Novo dogMa:
doreS...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/