Voar

Gosto dos venenos os mais lentos,
As bebidas as mais fortes,
Dos cafes mais amargos,
E os delírios mais loucos.

Você pode ate me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
E daí?
Eu adoro voar!

Clarice Lispector

7 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Andrea, sabe que acabei matando a saudade ao lado de um amigo, um dos que estavam no açude, estava fazendo um trabalho na casa dele da faul e aproveitamos e escutamos também Pavão Misterioso, valeu mesmo...e parabéns pelo seu trabalho social, sei que ele também te agrega momentos que nada neste mundo poderia pagar...é isso aí...continue voando...um abraço na alma...bom domingo.

Lucas Matarazzo disse...

Grande Clarice, os pensamentos de Clarice realmente combinam com você, sempre independente, achando que pode resolver tudo sozinha, a certeza de tudo, aparente fortaleza com a doce meigueice de menina, o post anterior de Veríssimo é um dos meus favoritos, a foto, não sei o que é mais belo, se você de braços abertos para todo mar, ou a paisagem, na verdade um casamento perfeito está visivel aos olhos de quem quiser ver, o mar e você.


Não esquece, avisou dona Rafaela e Dona Nica? Tem que ter festa quando eu chegar rs


Beijo minha amiga

adormecido em imagens disse...

parou de voar ?

adormecido em imagens disse...

onde estao meus ovos coloridos !!!
boa coelhada!

Eduardo Miguel disse...

Clarice!!! o que dizer? melhor ler! pensar! refletir!
Ótimo domingo, abraço grande.

Xana disse...

Eu gosto dos venenos que não me matam e me saciam :)
beijinhos mil

Nuno G. disse...

voando é quando temos a real perspectiva das coisas...

(www.minha-gaveta.blogspot.com)