Reinvenção -Cecília Meireles



A vida só é possível
reinventada.

Anda o sol pelas campinas
e passeia a mão dourada
pelas águas, pelas folhas...

Ah! tudo bolhas
que vem de fundas piscinas
de ilusionismo... — mais nada.

Mas a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

Vem a lua, vem, retira
as algemas dos meus braços.
Projeto-me por espaços
cheios da tua Figura.

Tudo mentira! Mentira
da lua, na noite escura.

Não te encontro, não te alcanço...
Só - no tempo equilibrada,
desprendo-me do balanço
que além do tempo me leva.

Só -  na treva,
fico: recebida e dada.

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

Cecília Meireles

5 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Reinventar é não se achar completo, posto que a completude só se dá na morte. Bjos.

Gabriel Von Borell disse...

Muito obrigado pelo comentário lá no blog ! Bom saber que acompanha e curte meus textos ! Espero que continue gostando rsrs .

Beijos .

Fatima disse...

Ai a gente vai e se reinventa todos os dias.
Bjs.

Gilson disse...

O meu Deus, estão todos inspirados, voces tem feito dessa minha manhã uma manhã especial.
Escelente essa poesia da Cecília. tento reinventar minha vida a cada segundo, necessitamos disso, necessitamos viver a vida e não passar por ela. Vamos reinventando nossa história.

Abraços

HSLO disse...

Obrigado pela visita ao meu blog....eu também gostei muito do seu. Parabéns. Já sou um seguidor daqui.


Vou te linkar lá em meu blog.

abraços


Hugo