Saudades



Era tarde, passava da meia noite, lembro da tua voz que as vezes evasiva, tomava um tom triste, queria decifrar o que estava sentindo naquele momento.Percebi que teus risos eram presos entre a boca que relutava dizer o que realmente precisava.

Ficamos um tempo em silêncio.
Depois você começou a contar sobre o mar, das ondas altas, do tempo ruim que estava por lá.

Neste momento, sua voz ficou mais aguda, um tom mais firme, falar do mar pra você era como contar sobre tua vida.
Naquele dia, tive a sensação de que poderia ter pego uma passagem, um avião rumo ao teu encontro, afinal éramos mais que irmãos, éramos amigos, grandes amigos.
Senti na tua voz, “Preciso de Ajuda”, mas eu preferi acreditar que realmente estava bem... E eu estava ali, do outro lado da linha, do outro lado do mundo, do outro lado de uma outra vida diferente da tua.
Desligamos, mas a sensação não passava, a de que alguma coisa estava acontecendo.Quando voltei a ligar, você não me atendeu mais...
Não mais te ouvi...

Hoje encontrei tua foto, no meio de tantas outras coisas guardadas tuas, mas esta tinha o teu recado escrito.
O engraçado, que na noite anterior, sonhei contigo, coisas bobas que fazíamos juntos quando pequenos.
Morro de saudades de você, todos os dias, precisei tanto de você aqui.
Acredito em processo evolutivo, e sei que o coração que tinha aí dentro , com certeza te levou bem acima do que algumas pessoas poderiam acreditar.
Não mudei muito, ainda cometo algumas loucuras, loucuras boas, daquelas que só fazem bem...:)

Guarda esta carta no teu Laptop, ...dizem que a energia quântica dá formas, e que isso derrepente de alguma forma chegue até você...:)

Te amo.(E isso, eu sempre disse pra ti)

.......................................................
Marco, meu irmão querido em uma das muitas ondas que amava pegar, morava praticamente no mar, estudou pra isso.
Quando escrevo algo pra ele, coloco aqui, uma forma de estar conversando, já que tem dias que falar com ele é tão normal.
Este foi um sinal dos muitos que achei que não eram tão importantes, como disse abaixo, a vida envia sinais...mas nem sempre fazemos compreender.
Quem perdeu alguém muito amado, sabe do que estou falando


P.S: Sem tristeza, só saudades mesmo...:) 
Bjos*

4 comentários:

Eduardo Miguel Pardo disse...

Ao ler o post deixa tudo muito claro e como parte de um todo que se compreende, beijos e força...
Andréia gosto muito de poder te-las virtualmente presente em uma presença por nos alimentar em uma poesia de viver, no se completar naqueles que fazem uma grande diferença em pequenos detalhes, beijos e obrigado a você e a dona Rafa sempre pegando na trave, indireto pelo menos mas participando rsrsrsrs.

Andrea disse...

Eduardo, agradeço sempre o carinho de suas palavras, estamos aqui torcendo sempre por você, e cada dia mais você dá provas do teu sucesso...parabéns! Bjo meu e de dona Rafa que é tua fã...:)

Sylvio de Alencar. disse...

Vc escreve com uma suavidade tão real, palpável...! sinto-me como se estivesse boianso num mar calmo, meio no rasinho...

Já liguei para minha irmã do exterior, é complicado abrir-se assim, pelo telefone, em determinadas ocasiões.
Existe o tempo, a distancia, e situações.
Como disse, existem os processos; quem foi continuam a evoluir, andando por outras sendas. As mesmas que trilharemos daqui um pouco.
Falo com meu irmão (gêmeo), sinto-o perto às vezes.
DE fato a vida nos manda mensagens, avisos, põe placas. Mas não damos bola, não desenvolvemos essa sensibilidade.
Quer dizer: até agora né!

Lindo post minha querida Andréa.

Andrea disse...

Sylvio querido obrigada!, sabe que já te disse no teu blog e repito aqui, adoro ler teus escritos, dão formas !, é como se estívessemos conversando contigo frente à frente, sem delongas...

É verdade o que vc disse, nós seres humanos somos um complexo de mais erros do que acertos, e estamos aqui na terra, nosso parque de diversões, por isso muitas vezes estes sinais passam despercebidos, mas aos poucos vamos aprendendo, duramente, mas aprendendo.:)

Bjo pra ti e obrigada, é sempre bom ler teus comentários...:)