Mario Quintana


“A vida é um incêndio:
nela dançamos salamandras mágicas.
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?
em meio aos toros que desabam,
Cantemos a canção das chamas,
Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida…”

Mario Quintana

8 comentários:

Tânia regina Contreiras disse...

Quintana sempre maravilhoso! Sim, qualquer cinza vale pelas chamas...

Abraços,
Tânia

Maria Dias disse...

Gosto daqu pr me identifoicar com seus penaentos e muitas vezes eu me identifico com o q leio.

beijinho

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Andrea
Mario Quintana, dispensa comentários. Bela escolha.
Bjs

Maria Rita disse...

E entre toros e incêndios seguimos inteiros [ou não], na imensidão de nós mesmos.

Beijinhos....

Marcos Campos disse...

Ótimo isso, uma coisa pra se ler todos os dias!
beijo e bom finde!

Lucas Matarazzo disse...

Renascer sempre!

Kissu

EDER RIBEIRO disse...

O que mais precisamos é de LUZ. Bjos.

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

ai, ai, é isso aí! A consciência gasta a vida...... quero a minha bem gasta!