Carnaval



Ontem sentada na varanda, eu e dona Rafa( minha querida mãe) conversávamos sobre o Carnaval, eu desde de pequena sempre gostei de ficar longe das festas de salões, apesar de todas amigas adorarem isso, eu sempre me reservei, mas ontem me surpreendi quando ouvi minha mãe dizendo sobre os “Bailes Carnavalescos” da sua época. As cores, as pessoas, as modinhas que cantavam no salão....o Lança Perfume...Começou a cantalorar músicas que hoje dificilmente se ouve.a mais favorita, Pierrot Apaixonado.. imaginei que minha época hoje poderia ser esta de minha mãe....As vezes me acho um Alien...rs e embora isso pareça estranho tem uma explicação....o Romantismo ainda mora em mim, acredito ainda em homens cavalheiros, pessoas gentis, amigos verdadeiros...Acredito ainda que a vida não é assim um paradoxo como muitos acham, e que temos estigmas sim, mas que são superáveis.Apesar desta correria louca que vivemos, ainda dá pra se ver muita coisa boa, muita mesmo, e que nada de material supre aquilo que sempre estamos buscando...que é Paz de Espírito e uma felicidade que dure o tempo necessário para ser sentida intensamente.
O mundo é isso, mas o meu, quem o faz sou eu....;)

Feliz Carnaval pra você...!;)

6 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Andréa, antigamente o carnaval era realmente apenas brincadeira, divertimento, hoje tomou outras formas, tornou-se disputa. Fora os abusos e a violência, claro que sem generalizar. Gostei dos seus poemas, mas "A menina" ficou na medida certa da inocência, que nunca devemos deixar morrer na alma da gente...Parabéns por seu blog e pelas potagens...
Bom descanso e que o carnaval se faça dentro de nós mesmos, pois gostei desta frase "O mundo é isso, mas o meu, quem o faz sou eu...é isso mesmo...um abraço na alma...estou te add ok...valeuuuu

tossan disse...

Confete pedacinho colorido de saudade...Até a lua já mandou nos avisar...Quanto riso, ó quanta alegria...
Bons tempos! Carnaval com cheiro de alegria em todos os lugares. Que pena que já não é mais como era. Eu cheguei a ver alguns. Gostei da tua narrativa. Beijo

Saara Senna disse...

Olá Andrea.

Bom, esse é o meu primeiro carnaval em casa, embora eu esteja achando tudo muito estranho, mas estou gostando muito... paz, tranquilidade, sossego, não tem nada que pague.

Gostei do seu blog, vou linká-la!
Beijo grande :)

Saara Senna disse...

Obrigada você querida!

Vou ficar de olho aqui também viu, ja está linkada :)

O Profeta disse...

O meu pensamento é gaivota
Entre as tempestades e as pedras negras
Meço o tempo pela chegada da Lua
Sou homem nu a que um deus dita regras

Boa semana


Bom carnaval


Doce beijo

Priscilla Paggiaro Gutierrez disse...

Andrea, adorei esta reflexão e me indentifiquei demais contigo. Também me sinto um Alien, desde adolescente, quando todos queriam só saber de "boate" e baladas muito loucas! Vi seu link no blog do Eduardo e aí vim aqui te conhecer! Um grande abraço!