Bloguiando


Sexta- Feira, final de semana, pra muitos, feriado prolongado.

Eu nem sei mais quando é feriado...
Acordei pisando em pregos, e como digo, dormi feito uma pedra e acordei feito uma rocha(mentira...to parecendo pedra de sal, daqui a pouco me desfaço), ultimamente ando com meu humor nada agradável, e embora não queira que isso aconteça não tenho muitas vezes como evitar.
Tem coisas na vida que só tem que ficar guardada dentro de você, mas infelizmente muitas vezes não é isso que acontece, em prazo de minutos, o que era só seu, passa à ser de todo mundo.Uma prova disto é meu post...:)
Tem dias que aquele ditado de "chutar o balde" precisa ser usado, mesmo que machuque os pés ou molhe a barra da calça.Mas hoje,...hoje eu acordei com a sensação de que tinha que mudar algumas coisas na minha vida, e é isso que vou fazer, mesmo que seja difícil e complicado, aos poucos tenho que aceitar algumas coisas que fazem parte de mim...
Acho que acordei um pouco lendo o post da Walkyria, sobre Miguelitos, em apenas uma frase resumi algumas coisas aqui que acontecem a minha volta.

"Existe a pessoa que eu sou, a pessoa que penso que sou, a pessoa que quero ser, a pessoa que os outros veem"...( walkyria Suleiman)

As vezes o pessimismo abaixa e se acomoda, mas achar que tudo está acabando, porque um dia você sabe que tem que lutar contra algo que você até então apenas conhecia nos outros, que nunca poderia acontecer com você pode ser mais forte...
Eu digo, que não somos nada, nada mesmo, mas somos arrogantes a ponto de achar que podemos tirar conclusões sobre pessoas.Sempre achamos mais fácil isso, olhar para o outro e observá-lo é bem mais fácil que olhar pra si mesmo e ver o que tem dentro, o que mora aí dentro de você.Na verdade o medo de se auto descobrir é comum, porque auto-avaliação não é tão cômodo, incomoda e muito!Um exemplo de um exímio conhecedor disso é o Sr.Carl Gustav Jung, que resume o que eu quis dizer em uma frase: "Tudo o que nos irrita nos outros pode nos levar a uma compreensão sobre nós mesmos."

Pois bem, eu sei que muitas vezes sou repetitiva em alguns posts que escrevo(que são bem poucos por sinal) mas penso assim, o que fazer? Mudar? Não, esta sou eu, Andrea, 36 anos super bem vividos, e alguns meses tentando sim, superar obstáculos para viver muito e muito mais.E olha, são bem grandes...

Sei que temos muito ainda o que aprender sobre relacionamentos, pessoas, amizades, amores, cumplicidade, enfim... Temos que aprender muito.Eu mesma sou prova disso, preciso e muito!.
Temos mais ainda que ter respeito pelo outro, seja aqui , lá ou em Madagascar!

Enfim é isso, não é TPM, nem neuras... é apenas um desabafo....li tanta coisa que me fez pensar, assim, resolvi dividir, se é bom ou ruim não sei, mas tá aqui pra quem quiser ler...:)

Bjos ótimo final de semana e feriado!
Andrea*

12 comentários:

Daniel disse...

Andrea, acredito que você mesma já deu a solução pra esse humor nessa mesma postagem. Apenas siga com o coração o que acha certo.

Pois você já disse bem o seguinte:

"Eu digo, que não somos nada, nada mesmo, mas somos arrogantes a ponto de achar que podemos tirar conclusões sobre pessoas"

Não se deixe levar pelo que pensam de você, mas sim do que você pensa de você.

Beijos e bom final de semana e feriado.

Andrea disse...

Realmente, não me deixo levar, mas as vezes não consigo calar sobre isso....defeito? efeito? não sei...somos aquilo que devemos e quremos ser, se isso não faz mal ao outro, porque mudar né?, agrade ou não, sou assim...:)

Bjo pra vc! linda foto lá no seu blog vc e sua namor!:)

Bom feriado pro dois!!:)

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Andrea, minha flor, nada como escrever pra organizar o inorganizável, tipo o que rola dentro da gente.

Aprender.... poxa, passamos a vida aprendendo, falta chance de usar...rsrsrs, os outros não dão tempo pra gente.

Vai filha, segue vivendo, pisando em pregos, chupando o pau da barraca(ops) e levando porrada. tem outro jeito?

Ah, e de quebra damos umas risadas, uns carinhos e uns beijinhos, iguais a esses que te mando com MUTCHO carinho.

te coloquei na listinha dos blogs dos amiguitos!

Fatima disse...

Todo mundo é um pouco assim Andreia.
Temos estes dias de "arrastar corrente".Mas hoje eu ando cultivando uma plantinha dificil que se chama paciência, não com os outros, mas comigo . Para não enloquecer sabe?
Bjs.

EDER RIBEIRO disse...

A mudança é uma constância para quem quer aprender de e sobre si,a completude finda o ser. Bjos.

Sonia Schmorantz disse...

Tudo que aqui descreveu também acontece comigo de vez em quando, ainda bem que é de vez em quando, mas nestes dias todos querem me ver pelas costas, até passar, rsss
beijos menina, lindo final de semana

Andrea disse...

Walkyria...vc é muito querida!

Temos que seguir né? o tempo não para e a vida segue desenfreada...rs(Nóis capota mas num bréca!...rs)

Meu carinho por ti é recíproco...:)

Bjão!

Andrea disse...

Oi Flor!...eu entendo e sei bem como são estes dias de arrastar correntes, não são fáceis né? Paciência...ahh, minha amiga, ela mora comigo, mas as vezes dorme um pouco, e nestas horinhas de sono é que eu perco a direção...mas logo ela volta e tudo volta ao ritmo e percurso natural...:)

Bjo, ótimo feriado ai!:)

Andrea disse...

Sonia...

Ainda bem que é de vez enquando né?, certo que tem dias que comigo acontece em maior frequencia, mas aos poucos, como disse pra Fátima, eu vou colocando as coisas no eixo...rs

Obrigada e desejo um lindo final de semana pra ti também, embora meus olhos só enxerguem isso lá no teu Blog, um oásis de fotos de lugares maravilhosos e textos impecáveis...

Bjo!

Andrea disse...

Éder...

Eu penso que muitas vezes mudar não é a melhor saida para alguém, podemos, como você diz aí, melhorar alguma coisa, mas mudar, ...pra mim, mudar é você deixar de ser o que é para agradar ao outro.Eu muitas vezes sou doce como mel e amarga como fel...mas não me escondo por trás de sentimentos diferentes só para ser bem vinda pelo outro....digo...se gosto, gosto, se não gosto, evito...me descobrir seria ser esta mesma pessoa sempre...Não quero ser perfeita, nem busco a perfeição, só quero feliz, como tudo mundo quer ser, e se felicidade é estar bem consigo mesma, parece que to chegando lá então...rsrs

Bjo pra vc! ótimo final de semana e feriado!

EDER RIBEIRO disse...

Obrigado pelo elogio no seu comentário no meu blog, é um incentivo. Eu penso que cada um tem uma maneira de encontrar "a felicidade", apesar de achar que "a felicidade" não é um lugar, é, como vc bem disse um estado de ser. Penso, tb, que nos preocupamos muito em ser feliz, sem importar em fazer o outro feliz, mas nos fim das contas se estivermos feliz, com certeza o outro tb estará, por nós. Quero que vc saiba que adoro te ler, às vezes não comento mas absorvo muito os seus textos, pois eles tem conteúdo que nos faz refletir. Bjos e um feriado e semana enriquecedora.

Sylvio de Alencar. disse...

Penso o seguinte: pisou em pregos?, machucou o pé?, o que fazer? Ora, consertar o estrago e seguir adiante. Ficar chorando não adiantrá nada. Por isso tenho a tendência de dizer que estou acima disso.

Por outro lado..., tenho um medo dentro de mim que tá difícil de aceitar.
Bjs.