Tempo



Chove chuva em mim
Molha-me com a água do céu
Lava-me a alma, tira-me a dor
Faz-me , alguém melhor do que já sou.

E que venha a brisa
E que seque no suavizar os meus cabelos
Que eu sinta a terra em meus pés
Que o ar, leve as amarras
que se desprenderam ao vento
Que a vida seja intensa
E que eu tenha como eterno amigo...,

O tempo.

Andrea*

4 comentários:

Daniel disse...

Oi Andrea, assim como você eu também amo chuva e os efeitos que ela nos causa, mesmo que as vezes seja melancolia (disse que gosto assim como você de chuva pelo que li em sua poesia - Me pareceu que gosta também).

Gostei muito do que escreveu. Da poesia que fez.
Linda.

Beijo

Andrea disse...

Oi Daniel!! adoroooo chuva...tudodebom!!rs...

água é vida! e vida é renovar a energia...:)

Obrigada pelo visita e teus comentários aqui...:)

Bjo

ligado em imagens disse...

chuva de todos os tipos e tipas
com cheiro de terra , sem cheiro
com goiaba ou com queijo
que chova que lave a alma , o corpo
ha e as maos como sentem as gotas
mesmo que chovam canivetes

Andrea disse...

Oi Ligado...:)

A chuva é isso, desperta até poesia, na simplicidade, surge o encanto das palavras.

Mas estamos preparados pra tudo na vida, se chover canivete, abrimos então um guarda chuva de ferro...mas acredito piamente que os céus não mandem isso...apenas chuva, chuva e chuva...:)

Bjo!:)