Se Lembrássemos

"Cada dia deixamos uma parte de nós mesmos no caminho. Tudo se desvanece ao redor de nós, figuras, parentes, concidadãos, passam as gerações em silêncio, desaparece tudo e se vai, o mundo nos foge, as ilusões se dissipam, assistimos à destruição de todas as coisas, e isso não é bastante, nós nos perdemos a nós mesmos; somos tão estranhos ao eu que veio vivendo, como se não fosse o nosso próprio eu; o que eu era há alguns anos, os meus prazeres, os meus sentimentos, os meus pensamentos, não o sei mais, o meu corpo passou, a minha alma passou também, tudo o tempo arrebatou. Assisto à minha metamorfose, não sei mais o que era, os meus gozos de criança não sei mais compreendê-los, as minhas observações, as minhas experiências, as minhas criações de jovem estão perdidas; o que eu sentira, o que eu pensara (a minha única bagagem preciosa), a consciência da minha antiga existência, não mais a tenho, é um passado desfeito. Este pensamento é de uma sem igual melancolia. Faz lembrar as palavras do príncipe de Ligne: 'Se nos lembrássemos de tudo o que observamos ou aprendemos em nossa vida, seríamos bem sábios'".

Henri Frederic Amiel
...........................................................
Fiquei ausente devido a uma pequena cirurgia que "infelizmente" tive que fazer...
Mas estou de volta...:)
Bjos aos amigos e amigas que passam por aqui , e para os (as) anônimos (as) também..rs

10 comentários:

HSLO disse...

Brilhante postagem viu...adorei,


te desejo um ótimo final de semana de paz e luz. Melhoras viu.

abraços


Hugo

Andrea disse...

Oi Hugo querido!

Um excelente final de semana pra ti tbm!

obrigada


Bjo... :)

EDER RIBEIRO disse...

e assim vamos nos construindo, pois ser o mesmo o tempo todo é não-ser. Bjos.

Fatima disse...

E foi tudo bem amiga?
Bjs.

Anônimo disse...

To aqui, um beijo.

Andrea disse...

Oi Eder

Estamos sempre em plena construção...:)

Bjo pra ti

Andrea disse...

Oi Flor!

Graças à Deus...tudo bem...obrigada!:)

Andrea disse...

Oi Anônimo!

Vc taí aí e eu aqui...bjo!:)

Gilson disse...

Achei o texto fantástico, não vi nada de melancólico. Podia ter nos avisado da pequena cirurgia, estaríamos em oração.

Abs e melhoras.

Andrea disse...

Oi Amigo!

desculpe por não ter avisado aqui no blog, acho que era o medo...rs, agradeço, a intenção é válida sempre, mesmo que venha depois!:)

Gosto dos escritos de Amiel..a sabedoria mora ali..:)

Bjo!