Esperança




Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:

— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Mário Quintana

5 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Essa menina é minha amiga...rsrs

Livinha disse...

Que seja a Esperança, os olhos em ti, menina!!!


Feliz 2010, galgando com nossos pés, em busca da
construção, pois que juntos somos força, comungando
a união...

Bjss
Livinh@__

Elaine Barnes disse...

Feliz Natal e que esse espírito natalino nos acompanhe por toda a vida e que nunca se perca a esperança de ser feliz! Montão de bjs e abraços

Panacea disse...

Lindo Andréa! Que assim seja 2010 nos corações e mentes dos homens! Um abraço

Elaine Barnes disse...

E que ela se renove tão forte como um bebe que luta pela vida e vence a batalha! FELIZ ANO NOVO!